Pequenas delicadezas do amor

“Que a importância de uma coisa não se mede com fita métrica nem com balanças nem barômetros etc. Que a importância de uma coisa há que ser medida pelo encantamento que a coisa produza em nós.” (Manoel de Barros) As coisas incomensuráveis habitam as pequenas delicadezas do amor. Estão nas

Carta aberta ao amor que mereço

Não mereço um amor pela metade. Um amor que finge permanência, que não se entrega de verdade e que não reproduz o respeito e o carinho acordados. Já tive amores demais para perder tempo com sentimentos de menos. É tudo bem simples e não precisa muito esforço para entender. Se